Por que, segundo a ciência, as pessoas deveriam ficar mais “agarradinhas” ?

Ciência e Tecnologia | Curiosidades | 18 de abril de 2017 por Lucas Fenrir

Se você achava que é maravilhoso ficar agarradinho com a pessoa amada, deitado, vendo um filme, bem juntinho, imagina quando descobrir que isso faz bem pra saúde! Ficar deitadinho, conversando, fazendo cócegas, cochilando, abraçando. E a ciência explica por que isso é tão bom.

Esse processo tem a ver com a oxitocina, que é um neurotransmissor que nos faz “amar”, ou criar vínculos com as pessoas que gostamos e amamos. Sempre que estamos perto de alguém que gostamos, nosso corpo produz bastante oxitocina. Ela é liberada quando nos tocamos, abraçamos, beijamos, fazemos sexo, ou mesmo quando temos um orgasmo.

Ela aumenta as sensações de bem estar, confiança e compaixão. Essa substância também diminui o nível de medo, ansiedade e stress. Ou seja, o “amor” é pura alegria.

E isso não funciona só entre casais. Relacionamentos familiares e amizades também são afetados, e melhorados. Esse neurotransmissor é tão forte e intenso que deixa qualquer situação ruim da vida menos pior. Por isso você se sente bem visitando um amigo em uma hora difícil, ou se tomar uma injeção quando sua mãe está ao seu lado.

Vida amorosa

Ainda assim, sabemos que a oxitocina é mias presente nos relacionamentos amorosos. Abraçar, das as mãos, ficar juntinho, agarradinho, antes ou depois do sexo, aumentam a satisfação, intensificam o prazer e deixa o casal mais unido. Além disso, fica abraçado pelo menos 15 minutos depois do sexo faz com que a sensação se satisfação se prolongue, e faz o casal ter mais chances de ficar junto por mais tempo.

Os níveis de oxitocina no começo de um relacionamento são bem mais altos. E se o casal manter esses níveis altos nos primeiros seis meses, eles tem muito mais chances de ficarem juntos pra toda a vida.

resumindo, quanto mais confortável você se sentir ao lado da pessoa amada, e quanto mais tempo você passar juntinho com ela, é mais provável que vocês fiquem juntos pra sempre.

Oxitocina

A Oxitocina é um hormônio produzido pelo hipotálamo e armazenado na hipófise posterior (também chamada de “Neuro-hipófise”). As funções fisiológicas dele são: promover as contrações musculares uterinas; reduzir o sangramento durante o parto; estimular a libertação do leite materno; desenvolver apego e empatia entre pessoas; produzir parte do prazer do orgasmo; e produzir medo do desconhecido

Medicamentos feitos à base de oxitocina são usados durante o parto para estimular as contrações, diminuir o sangramento e estimular a produção de leite. O medicamento deve ser injetado num músculo grande (como os glúteos ou coxa) ou adicionado a um fluido intravenoso, que vai correr através de um cateter para as veias.

E então, leitor(a), o que achou da matéria? Gostou de saber que ficar agarradinho com seu amor faz bem pra sua saúde? Você tem esse hábito? Deixa pra gente nos comments (:

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários