Essa modelo sofreu com distúrbios alimentares e agora tenta conscientizar as pessoas

Entretenimento | 12 de julho de 2017 por Gustavo Camargo

Sempre quando vamos discutir sobre algo relacionado a moda ou a vida profissional de um(a) modelo, um dos momentos mais altos do assunto é a imposição de um padrão de beleza e de corpo nesse universo. Muita das vezes essa padrões são quase impossíveis de serem alcançadas pelas pessoas. Muita das vezes as imagens são manipuladas digitalmente por softwares.

Muita das vezes, nem as modelos que participam de grandes ensaios acabam encaixando nesses padrões de beleza. Muita das vezes essas modelos acabam tentando algum tipo de distúrbio e sofrimento causado por algumas imposições da sociedade.

Iska Lawrence, uma modelo muito prestigiada no universo, conta que, para alcançar o corpo que o mundo da moda exigia, ela acabou desenvolvendo um forte distúrbio alimentar. Hoje ela trabalha fortemente para transformar a visão publica no que diz a respeito do que seria um corpo perfeito.

Os Distúrbios alimentares são as doenças mentais que causam distúrbios sérios na dieta diária de uma pessoa. Pode manifestar como comendo extremamente pequenas quantidades de alimento ou severamente comendo demais. A circunstância pode começar como apenas comendo demasiado pouco ou demasiado mas a obsessão com comer e alimento sobre toma sobre a vida de uma pessoa que conduz às mudanças severas.

Além do que comer anormal os testes padrões são aflição e interesse sobre o peso corporal ou forma. Estas desordens coexistem freqüentemente com outras doenças mentais tais como a depressão, o abuso de substâncias, ou as perturbações da ansiedade.

Para realizar tal conscientização. ela recentemente postou uma imagem nas suas rede sociais, de um ensaio antigo que já tinha feito. Nas fotos ela estava bem mais magra do que hoje em dia, e longe de ser feliz, segundo ela.

“Você deve estar se perguntando quem será essa garota loira aleatória. Bem, sou eu! Cerca de 6 ou 7 anos atrás. Eu posso estar diferente porque estava alguns números abaixo, mas a maior diferença é… que estou PESADAMENTE retocada [na foto]. Essa pele macia? Não é minha – um programa de computador fez isso. O cabelo cheio e denso – apliques. Sutiã modelador. Cintura + pernas + braços afinados com uma ferramenta do photoshop. Sem bolsas nos olhos, bem, sem nada que lembre o verdadeiro eu. E a PIOR coisa sobre tudo isso… EU QUERIA TER ESSA APARÊNCIA!!! Sim, eu pensava que se tivesse imagens ‘perfeitas’ (como as que via de outras modelos) eu conseguiria mais trabalhos = me faria feliz e mais bem sucedida. Quando, na verdade, ver imagens retocadas de mim mesma me trazia mais inseguranças e questões com meu próprio corpo pois eu não conseguia me parecer ou me relacionar com a imagem de mim mesmo! Então, por favor, NUNCA JAMAIS se compare com as imagens que você vê, muitas delas não são reais. Perfeição NÃO existe então tentar alcança-la é algo irreal e editar suas fotos não vai te fazer feliz. O que é real é VOCÊ, seu imperfeitamente perfeito ser é que te faz mágica, única e linda”.

E ai, o que acharam da atitude de Iska? Comenta ai e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Fonte(s): OLadobomdavida
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários