Essa é a história da estranha névoa que matou milhares de pessoas em Londres

Natureza | 6 de abril de 2017 por Diogo Quiareli

Londres é um dos lugares mais desejados pelas pessoas do mundo inteiro. Várias sonham em conhecer a cidade e, se tudo der certo, até morar. Bastante conhecida, uma coisa que diferencia o lugar e da uma característica única são seus dias nublados e a grande quantidade de névoa. Mesmo que os londrinos discordem disso e afirmem que a cidade não é tão nebulosa quanto dizem, em 2012 tivemos uma prova onde todo o espaço da capital inglesa ficou tomado por um nevoeiro com fumaça.

Isso preocupou bastante a cidade devido ao seu histórico alarmante. Voltamos lá na década de 50, onde houveram milhares de mortes causadas por um nevoeiro estranho. O evento que ficou conhecido como “O Grande Nevoeiro” durou por 5 dias. Em 1952, fumaça era parte de viver na cidade. Com o frio, queima de carvão era um tanto quanto comum. Além disso, a indústria estava a todo vapor e os carros eram cada vez mais comuns.

O que as pessoas ainda não esperavam era o crescimento da queima de combustíveis fósseis na indústria, se  tornando algo incontrolável cobraria o seu preço. Em 5 de dezembro de 1952, noite comum, um anticiclone estava se formando acima de Londres. Para quem nãos sabe, o anticiclone é, nada menos que uma área de alta pressão que impede que o ar de fora flua para dentro. Isso fez com que uma “tampa de ar quente” ficasse sobre Londres, impedindo que qualquer outro ar entrasse.

Quando o ar está frio, as fumaças de chaminé quentem conseguem subir rapidamente até que se esfriem e se dispersam no ar. Enquanto a atmosfera de ar quente impede que essa fumaça suba e esfrie. O que aconteceu em Londres foi: enquanto o anticiclone impedia o ar de entrar, impedia também o ar poluído e quente do chão de sair e o resultado já sabemos, né? Ficou tudo preso na cidade que ainda estava queimando combustível.

No dia 5 de dezembro a visibilidade já havia caído alguns metros e em 7 de dezembro a visibilidade chegou a apenas 30 centímetros. O dióxido de enxofre e outros poluentes se misturava com partículas de água para formar ácido sulfúrico e clorídrico, que queimavam os olhos e os pulmões das pessoas. A fumaça fez com que se tornasse impossível andar de carro pela cidade, assim, muitas pessoas abandonaram os seus nas estradas.

No dia 6 de dezembro já haviam sido conformadas 500 mortes e as ambulâncias não conseguiam andar pois a cidade estava tomada por carros nas ruas, dificultando o deslocamento. Milhares de pessoas estavam procurando os hospitais, chegando com os lábios azuis e com dificuldade respiratória devido a asfixia. Como as pessoas estavam bastante danificada e algumas não conseguiam enxergar muita coisa, vendo apenas um palmo a frente do nariz enquanto andava na rua, ladrões viram isso como uma oportunidade e vários roubos aconteceram. Nada aconteceu com eles pois até as forças policiais foram bastante atingidas.

Em 9 de novembro, quando cerca de 900 pessoas já haviam morrido, um vento parrou pela cidade e dissipou o nevoeiro mortal. A lista oficial de mortes hoje conta com 4.000 pessoas, obviamente ignorando outras mais de 6.000 que ocorreram. As pessoas que não haviam morrido instantaneamente mas tiveram seus pulmões destruídos e pouco a pouco morriam com asfixia, por exemplo. O evento serviu para uma coisa: nos próximos anos o governo criou algumas leis de regulamentação ambiental para evitar algo parecido.

O grande nevoeiro de Londres é a prova de que um pequeno papel jogado no chão ou coisa “simples” pode acarretar em sérios problemas e deveria ser utilizado como exemplo pelo mundo todo. E fica aí a pergunta: Essa poluição mata? Sim, ela mata e somente nessa cidade, em pouco tempo, estimula-se cerca de 12.000 mortes causadas por isso. Coisa que poderia ser evitado com um simples e rápido gesto. É necessário se conscientizar sobre as coisas que fazemos e o mais importante, jogar o lixo sempre no lixo.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí em baixo e compartilhe com seus amigos e nos ajude a levar essa mensagem para o máximo de pessoas. Lembrando que esse feedback que recebemos de vocês nos ajuda a crescer cada dia mais e com isso, podemos levar sempre o melhor conteúdo para os mais diversos leitores aqui do Ultra Curioso.

Fonte(s): Vix
Imagens: Acredite ou nao
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários