7 fatos que você precisa saber sobre o verdadeiro Drácula

História & Lugares | Mistérios & Horror | 15 de abril de 2016 por Magno Oliver

Existem alguns fatos que você precisa saber sobre o verdadeiro Drácula. Ele era conhecido como Vlad, o Empalador, o príncipe da Valáquia que tinha uma política de independência em relação ao Império Otomano.

Aqui no site do Ultra Curioso, nós já exibimos para você os 10 monstros mitológicos mais macabros da história. Você conhece a verdadeira história do Conde Drácula? Então confira aqui.

Vlad III, o Empalador, foi a figura histórica que inspirou os livros do grandioso Conde Drácula. Ele era conhecido por seus métodos macabros de executar as pessoas e um fato que você não sabia é que ele era muito religioso.

Nossa redação separou para você alguns fatos que você precisa saber sobre o verdadeiro Conde Drácula. Confira aí algumas informações sobre o passado do verdadeiro Drácula que você não tinha conhecimento:

1 – O verdadeiro Drácula

06534522

O Drácula verdadeiro era Vlad III (AKA Vlad, o Empalador) e nasceu em Sighisoara, na Transilvânia, em 1431. Existe um restaurante próximo ao local que recebe, anualmente, a visita de turistas de todo o mundo.

2 – As esposas de Drácula

20.-c-2-610x1019

A crença é de que Drácula teve 2 casamentos. A primeira esposa tem a identidade desconhecida e ela era uma nobre da Transilvânia. Juntos, eles tiveram o filho e herdeiro Mihnea, o Mau.

O segundo casamento veio depois de sua prisão na Hungria. Ele se casou com Ilona Szilagyi, onde tiveram dois filhos.

3 – A origem do termo “empalador”

18.-w-2-610x891

O apelido de “Empalador” foi dado a Vlad III por conta de uma técnica macabra que ele aprendeu na sua adolescência, quando era um refém político do Império Otomano, em Constantinopla.

Por meio da empalação, ele chegou a matar milhares de turcos.

4 – A fama de vampiro

15.-w-1-610x461

Drácula era conhecido por recuar para as montanhas próximas para empalar as pessoas. As tropas chegavam a recuar por conta do mau cheiro enorme que os cadáveres em decomposição exalavam. A fama de vampiro começou porque ele drenava o sangue das vítimas com uma ferida no pescoço visível.

5 – A religiosidade

10.-w-3-610x458

Mesmo com a fama de ser cruel e massacrador de suas vítimas, Drácula era bastante religioso e se cercava de padres e monges. Ele chegou a fundar cinco mosteiros e sua família estabeleceu mais cinquenta deles.

O Vaticano chegou a elogiá-lo inicialmente por defender o cristianismo e demonstrar ser uma pessoa religiosa, mas, tempos depois, acabou o desaprovando por conta de seus métodos cruéis de execução.

6 – Os atos de Drácula eram “aplaudidos”

7.-w-2-610x459

O Drácula, na Turquia, é visto como um líder monstruoso e vil por conta do seu prazer em executar, de forma dolorosa, os seus inimigos. Na visão dos russos, os atos praticados por ele eram tidos como feitos de forma justificada.

7 – Recordista de filmes

3.-w-4-610x752

Por conta da popularidade que alcançou, mais duas centenas de filmes foram feitos com o personagem do Conde Drácula, uma marca acima de qualquer outra figura histórica. Ele ficou conhecido, na segunda metade do século XX, por ser uma figura que gostava da popularidade que alcançou.

Você conhecia a história de Drácula? Mande seu comentário para gente!

Fonte(s): list25
Imagens: servicii
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários