6 filmes da nossa infância que nos assustam até hoje

Curiosidades | Entretenimento | 17 de abril de 2017 por Lucas Fenrir

Todo mundo adora uma história horripilante de vez em quando. Seja em um livro, seriado de TV ou filme, um pouco de suspense e medo nos mantém concentrados e entretidos, enquanto acompanhamos os protagonistas na história. Porém, quando somos crianças, não temos um psicológico preparado para ver determinadas cenas assustadoras. Por isso, ainda que não sejam filmes de terror, eles ficam na nossa memória eternamente.

Quando nos sentamos para ver um filme de classificação livre, ou de até 12 anos, esperamos que seja algo bonitinho, fofinho, com finais felizes e personagens adoráveis. Então, quando aparecem monstros, bruxas, espíritos, etc, não deixamos de ficar assustados. E aquilo marca a vida de uma criança para sempre.

Confira 6 filmes da nossa infância, ainda nos assustam até hoje:

6 – Fantasia

Se formos perguntar para as pessoas qual é o filme mais viajado e doido que eles já foram forçados a assistir, eles com certeza diriam que foi Fantasia, da Disney. Algumas pessoas também afirmam que Fantasia foi uma obra de arte. Ele tem cenas de animação impactantes e um fundo musical com obras clássicas. É algo original, diferente e especial. Porém, quando se é criança, ver diálogos desconexos, uma música sinistra alta e cenas sombrias o filme inteiro, pode ser traumático. Especialmente na cena em que um enorme demônio surge e invoca espíritos para perto dele.

5 – História Sem Fim

Esse filme foi um grande sucesso nas décadas de ’70 e ’80. Repleto de uma história mágica, que nos transportava para diversos mundos, com empolgação e maravilha. Mas, ao que parece, a real intenção desse filme era nos traumatizar. O mundo mágico para o qual somos levados na história é sombrio, no qual os personagens constantemente questionam a própria existência. Os monstros são assustadores, e até mesmo um dos “mocinhos”, é um “cachorro-dragão”, que assombrou nossos pesadelos por muito tempo.

4 – Os Caça-Fantasmas

temos que concordar que “Os Caça-fantasmas” é um dos melhores filmes de comédia de todos os tempos, com os melhores mestres da comédia no elenco. Porém,temos que concordar também que o filme é sobre Fantasmas, a maioria bem assustadores. Até o próprio Geleia tem seu lado medonho, e o que dizer grande Homem Marshmallow que nos deixou com medo por muitos dias.

3 – Convenção das Bruxas

Esta é uma história de garotas de descobrem bruxas de verdade vivendo entre eles. Como se não bastassem elas serem bruxas, ainda querem matar todas as crianças do mundo. E pra completar, a verdadeira face delas é horrível. Nos causa arrepios até hoje. Provavelmente foi ai que você começou a reconhecer Anjelica Huston, porque é a versão mais medonha dela nos filmes. bruxas com narizes pontudos, pele enrugada, verrugas e carecas. Realmente aterrorizante.

2 – Gremlins

Outro clássico dos anos ’80 é o maravilhosos Gremlins. E um dos pontos chaves desse filme é que ele começa mostrando um bichinho fofinho e adorável, mas que gera monstros medonhos, assustadores e terríveis. Deve ser traumático ver um bichinho lindo se transformar em um pequeno demônio. Um não, vários. Nunca alimente um Mogwai depois da meia-noite!

1 – O Monstro da Garrafa

Nesse filme, um grupo de crianças encontram uma Garrafa mágica e a abrem, mas acabam libertando um monstro-demônio medonho e assustador. Eles fazem de tudo para tentar trancá-lo dentro da Garrafa ou destruí-lo. Para isso, eles contam com a ajuda de uma cabeça falante, que é a tampa da garrafa. por fim, sem saber, eles acabam fazendo com que o monstro seja aprisionado, mas precisam “sacrificar” um de seus amigos para isso. para um filme típico de Sessão da Tarde, era muito medonho e assustador!

E então, leitor(a), o que acharam da matéria? Alguns desses filmes também te aterrorizaram quando você era pequeno? De qual deles você teve mais medo? falta algum? Deixa pra gente nos comments (:

Fonte(s): The Richest
Imagens: The Richest
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários